Olimpíadas Portuguesas da Geologia

O Centro Ciência Viva do Lousal tem o prazer de anunciar que, no ano letivo de 2017/18, terá lugar a quarta edição das “Olimpíadas Portuguesas de Geologia” (OPG 2018), na sequência do enorme êxito das três edições anteriores, quer quanto ao número de participantes, quer quanto aos resultados obtidos pelos nossos “estudantes olímpicos” nas International Earth Science Olympiads (IESO) que se realizaram no Brasil, em 2015, no Japão, em 2016 e em França, em 2017. Em 2018, as IESO realizar-se-ão na Tailândia. Nas três primeiras edições, os estudantes portugueses arrebataram uma medalha de ouro, três medalhas de prata e quatro medalhas de bronze, para além de vários diplomas de mérito.

As Olimpíadas Portuguesas da Geologia (OPG) são uma iniciativa da Sociedade Geológica de Portugal (SGP), dirigida pela Comissão Nacional para as Olimpíadas de Geologia (CNOG), de que fazem parte Jorge Relvas (coordenador) e Álvaro Pinto, respetivamente, o presidente e o diretor executivo do CCV Lousal. A iniciativa conta com o reconhecimento oficial, a credibilização e o apoio financeiro do Ministério da Educação e da Agência Ciência Viva. O Centro Ciência Viva do Lousal assegura o Secretariado Nacional das Olimpíadas e toda a logística de divulgação, enquanto o Centro Ciência Viva de Estremoz organiza a Fase Final da competição. A organização das provas da Fase Regional resulta, em cada região, da articulação entre um Centro da Rede Ciência Viva e uma Escola Secundária inscrita, onde a prova tem lugar. Nos Açores, a prova é organizada pelo Geoparque Açores.

As OPG são dirigidas aos alunos do Ensino Secundário de todo o País, a frequentar a disciplina de Biologia e Geologia, do 11º ano de escolaridade. Estas olimpíadas escolares garantem o envolvimento de milhares de estudantes e dos seus professores numa atividade e numa dinâmica que promove e valoriza no nosso país o ensino/aprendizagem das Ciências da Terra, e da Geologia em particular. As provas escolares, regionais e finais utilizadas nas OPG são, depois de aplicadas, adotadas por muitas centenas de professores como instrumento de motivação e ensino em sala de aula, de norte a sul do país, agitando, promovendo e valorizando o ensino da Geologia em Portugal.

Na sua primeira edição, no ano letivo 2014/15, as OPG decorreram logo com assinalável sucesso: 150 escolas secundárias de todo o país inscreveram 2498 alunos do 11º ano. Na competição olímpica internacional (IESO 2015, Poços de Caldas, Brasil), a equipa de três estudantes portugueses foi premiada com uma medalha de Ouro e uma medalha de Bronze, para além de três diplomas de mérito em provas colectivas transnacionais, denominadas Internacional Team Field Investigation (ITFI) e Earth Science Project (ESP).

Na II edição das Olimpíadas Portuguesas da Geologia – OPG 2015/16 inscreveram-se 199 escolas secundárias, tendo nelas participado um total de 3244 alunos do 11º ano. Na competição olímpica internacional (IESO 2016, Mie, Japão), a equipa de três estudantes portugueses foi premiada com duas medalhas de Prata e uma medalha de Bronze, para além de um diploma de mérito na competição Internacional Team Field Investigation (ITFI).

Na III edição das Olimpíadas Portuguesas da Geologia – OPG 2016/17 inscreveram-se 208 escolas secundárias, tendo nelas participado um total de 3.335 alunos do 11º ano. Na competição olímpica internacional (IESO 2017, Nice, França), a equipa de três estudantes portugueses foi premiada com uma medalha de Prata e duas medalhas de Bronze, para além de um diploma de mérito na competição Internacional Team Field Investigation (ITFI).

Website